Gerenciamento_Liberação

O que é gerenciamento de liberação e implantação

O que é gerenciamento de liberação e implantação

O que é gerenciamento de liberação e implantação
. Nesse artigo iremos verificar mais um processo da biblioteca ITIL que faz parte do ciclo de vida de serviço, para as organizações que tem objetivo de entregar serviços de TI de maneira qualificada e seguindo as boas práticas de mercado. O gerenciamento de liberação e implantação (GLI) é considerado um processo de grande relevância, sendo caracterizado como o “Porteiro” de serviços e que exige um envolvimento operacional, tático e estratégico dos envolvidos. Veja agora esse artigo o que é gerenciamento de liberação e implantação e saiba os detalhes sobre esse processo da ITIL.

O que é gerenciamento de liberação e implantação

O que é gerenciamento de liberação e implantação. O Gerenciamento de Liberação e Implantação busca construir, testar e entregar a habilidade de fornecer os serviços que foram projetados no desenho de serviço de TI. Esse processo visa distribuir de forma coordenada no ambiente de produção, os pacotes que foram construídos na etapa de desenho. O desafio da gestão da liberação e implantação é acordar os planos de liberação e implantação entre as partes interessadas.

O que é gerenciamento de liberação e implantação

Alguns objetivos do processo: assegurar a existência de planos de liberação coesos e consistentes, escritos e colocados de forma clara e objetiva; ser capaz de construir um pacote de liberação para ser instalado, testado, implantado de maneira eficiente; diminuir impacto nos serviços em produção; clientes e demais stakeholders satisfeitos.

Ganhar Dinheiro GOSTOU DO ARTIGO? APOIE O BLOG, DÊ UM CLIQUE E CONHEÇA NOSSOS PATROCINADORES: Ganhar Dinheiro

O que é gerenciamento de liberação e implantação

Gerenciamento_Liberação_Implantação

Gerenciamento_Liberação_Implantação

Alguns dos termos do processo de gerenciamento de liberação são:

Unidades de Liberação:Indica a porção de um serviço ou parte de infraestrutura de TI. Essa unidade pode sofrer alterações conforme item do ativo de serviço.

Pacote de Liberação: Pode ser entendido como parte única de uma unidade de liberação ou várias unidades de liberação. Exemplo: Pacote de liberação V12 contém: Documento de usuário, Servidor, Sistema Operacional, Software XPTC, Banco de Dados YXR, etc.

Política de Liberação: A empresa precisa criar uma política de liberação, contendo: Critérios e autorização, critérios de entrada e saída, verificação de LBC (linha de base de configuração), Identificação única, papéis e responsabilidades, freqüência esperada para uso de cada unidade de liberação, mecanismos de automação.

O que é gerenciamento de liberação e implantação

As formas de realizar uma implantação podem ser: a) Big Bang – Implantação simultânea para todos os usuários da organização; b) Por fase – Implantação por etapa, conforme tipos de usuários; c) Empurrada – A partir de armazenamento central implanta-se o produto; d) Puxada – Implantação sozinha do usuário, acessando área central; e) Automática – Automação na implantação; e) Manual – Equipe de TI implanta os serviços.

Um outro assunto relevante dentro do processo de gerenciamento de liberação e implantação é a BMD. A BMD – Biblioteca de Mídia Definitiva contém cópias originas ou principais de todos os ativos de software da empresa. Os tipos de softwares: desenvolvimento interno ou comprado, ferramentas e aplicativos, licenças e documentos referentes. A BMD serve de uma fonte local de distribuição. Nas empresas essa BMD pode ser um simples armário para guardar as mídias ou um servidor de arquivos.



  • Deseja adquirir equipamentos de informática? Clique aqui
     

    Clique e conheça Cursos Grátis de Informática
     

    Cursos de Informática, Cursos de Idiomas, Cursos de Capacitação, Vídeo Aulas, acesse agora:
     

     

Compartilhe esse artigo com seus amigos...Share on FacebookShare on LinkedInShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone